skip to Main Content

Delegar ou acumular?

Com o passar dos anos, venho desenvolvendo a incrível arte de delegar.

Vou confessar que para uma pessoa que adora controlar tudo, essa não é a tarefa mais fácil do mundo.

Porém, quanto mais eu acredito nas pessoas que trabalham para mim, mais liberdade eu tenho para me concentrar naquilo que eu gosto e sei fazer bem.

Muitos profissionais mais novatos acreditam que só poderão contar com a ajuda de outros quando seu negócio estiver “bombando” e eles estiverem ganhando bem.

Entretanto, muitas vezes precisamos investir em ajuda para que daí nosso negócio começe a “bombar” mais.

O que quero dizer com isso?

Por exemplo, ao invés de contratar uma secretária período integral, que eu nem preciso, contratei os serviços de uma secretária virtual. Uma pessoa que tem sua própria empresa de prestação de serviço e que contrato com base em horas trabalhadas.

Atualmente encotrei também uma estagiária para cuidar do meu marketing, redes sociais e vídeos, pois para que essas ferramentas funcionem para mim, me trazendo retorno, preciso usá-las adequadamente.

Eu sempre sugiro para profissionais que tenham filhos ou sobrinhos adolescentes para que perguntem se eles não dariam uma mão em troca de uma graninha…

A idéia é que possamos ampliar nosso negócio aos poucos antes da corda apertar de verdade. O problema é que muitos acabam contratando na emergência, sem tempo para pesquisar quem seriam as pessoas certas (“ajudantes ideais” – para aqueles que já me ouviram falar em “cliente ideal”), causando muitas vezes outro tipo de dor de cabeça.

Pense então nas seguintes perguntas:

Onde você quer que chegue seu negócio?

Que atividades você não gostaria mais de se responsabilizar mais?

Quem seriam as pessoas ideias para tal atividades?

Aos poucos sua equipe pode ir sendo formada de acordo com a sua filosofia de trabalho, necessidades e valores.

Comentários

comentários