skip to Main Content

O que eu tenho a ganhar com isso?

Ontem apresentei o conteúdo “O que você realmente está oferecendo” ao meu grupo de MasterMind. Tenho verdadeira paixão por este tópico, pois acredito que ele seja a chave para nos divulgarmos de maneira natural e eficaz.

Como eu já comentei em outros textos, as pessoas não querem pagar por serviços ou objetos – sejam eles médicos, dentistas, coaches, ou até uma cadeira ou caderno. O que eles querem mesmo é uma solução para um problema – seja ele uma doença, dor de dente, falta de foco, ou um lugar para se sentar ou escrever.

Por que então insistimos em oferecer nossos serviços apresentando as características e recursos do que fazemos, em vez de apresentarmos os benefícios que este pode trazer para o nosso cliente?

As grandes empresas entendem esse conceito e o praticam há muito tempo. Porém, nós profissionais liberais, quando usamos frases como “Quer ter menos dor de cabeça?”, ou “Como obter mais lucro fazendo o que ama”, por exemplo, muitas vezes nos sentimos como “marketeiros”.

Porém essa crença não só nos impede de aumentar nosso negócio de maneira mais rápida, como atrapalha a vida daqueles que poderíamos estar ajudando.

Se o seu cliente ideal ama o que faz mas não sabe ganhar dinheiro, e o que você oferece não comunica isso a ele, como você o estará ajudando?

Lembre-se: marketing é comunicação, e há milhares de pessoas que realmente precisam de você! Por que então não oferecer a essas pessoas o que elas realmente querem e precisam? Coloque-se no lugar do seu cliente ideal e se pergunte sobre a sua oferta:

– O que eu tenho a ganhar contratando este serviço?

Se você não conseguir responder a esta pergunta, está na hora de começar a trabalhar nos seus benefícios mais seriamente.

Comentários

comentários

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *