skip to Main Content

O que você realmente quer para os seus clientes?

A medida em que vou terminando os últimos preparativos para o meu curso, que começará nesta sexta, sempre me vem a seguinte pergunta à cabeça: “O que eu quero que eles aprendam? O que eu realmente quero para eles?”
Além de ferramentas poderosas, idéias e planos de ação para que saiam dali prontos para irem mais longe com o seu negócio, conquistando mais clientes, cobrando melhor, etc; o que eu realmente quero é que eles saiam transformados, afinal o nome do curso não é Transformando Profissionais em OURO?
Mas transformados como? 
Com a certeza de que são profissionais e pessoas únicas, maravilhosas e que sua contribuição para o mundo é muito maior do que eles imaginam…
Quero que saiam com a confiança de que o céu é o limite e que sonhar alto e ir atrás disso está no alcance de todos que se permitirem e forem atrás.
Quero que tenham um “salto quântico” na sua vida profissional e pessoal se tornando muito mais realizados em todos os aspectos das suas vidas!
E você? O que você realmente quer para os seus clientes?
Quando conseguimos alinhar o nosso real desejo para os outros, com a nossa capacidade de alcançar este desejo, vivemos em muito mais harmonia, satisfação e realização tando profissional como pessoal.
E antes de eu ir, gostaria de compartilhar o trecho de um livro muito bonito, que li esta semana, chamado Return to Love (Retorno ao Amor) de Marianne Williamson:
“Nosso maior medo não é o de sermos inadequandos. Nosso maior medo é de sermos poderosos além da nossa imaginação. É a nossa luz e não nossa escuridão que mais nos amedronta. Nós nos perguntamos: quem sou eu para brilhar, ser lindo, fabuloso? Na verdade, quem é você para NÃO ser tudo isso?
Você é filho de Deus. Se você almejar pouco, não estará servindo ao mundo. Não há nada de iluminado em se encolher para que os outros não se sintam inseguros perto de você. Todos nós fomos feitos para brilhar, como crianças. Nascemos para manifestar a glória de Deus que está dentro de nós. Não está somente em alguns; está em todo mundo. E quando deixamos nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos aos outros permissão de fazer o mesmo. Quando nos liberamos de nosso próprio medo, nossa presença automaticamente libera os outros”.
Muito sucesso a todos!

PS: Para receberem esses artigos na sua caixa de email, cadastre-se no:
www.melinakunifas.com

Comentários

comentários

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *