skip to Main Content

Primeira maneira de nos divulgarmos como experts: newsletter e blog

Como havíamos falado antes, uma das maneiras de divulgarmos nosso conteúdo, ou seja, nossos serviços, é através de blog e/ou newsletter.

Para enviarmos nossa Newsletter entretanto, precisamos de uma lista de emails primeiramente.

E acredito que você concordaria que não há nada mais desagradável que receber emails spam, ou pior ainda, ser conhecido como aquele que os envia.

Então, como fazer para termos uma lista de email que eu chamo de orgânica, ou seja, de pessoas que autorizaram o seu envio?

Várias são as maneiras. Vou enumerar alguns exemplos, mas gostaria de quem conhecesse outras, acrescentasse nos comentários deste post.

1. Primeiro e mais importante: ter um campo para cadastro no seu site.
Existem diversas maneiras para se compilar os dados dos cadastrados.  Desde programas de disparo de email online (paga-se por mês), até banco de dados desenvolvido pelo seu próprio servidor. Eu particularmente uso o www.icontact.com, mas sei vários outros, inclusive nacionais, que funcionam tão bem como. Faça uma pesquisa no google “serviços de email marketing” por exemplo.
Na dúvida, converse com o seu técnico de web.

2. Oferecer um incentivo para que quem tenha interesse no assunto queira se cadastrar.
Ao se cadastrar, a pessoa terá acesso à um artigo interessante, um e-book gratuito, um vídeo informativo ou educacional, um desconto em algum dos seus produtos ou serviços, e assim por diante.

3. Usar as redes sociais para divulgar tal incentivo, assim como para notificar os membros das tais de que há um novo post. Fazer um teaser para levar aqueles que não estão ainda na sua lista, até o seu site.

4. Se você faz palestras, distribuir uma ficha de inscrição para que os atendentes coloquem seus dados, caso queiram manter-se conectados.

5. Acrescentar no seu Facebook ou outras mídias socias que tenham o aplicativo um campo para cadastramento.

6. Fazer parcerias com outros profissionais que tenham o mesmo mercado alvo que o seu, para que estes anunciem seu site, programa, etc em troca de algo. Seja uma percentagem monetária ou qualquer outra forma de incentivo mútuo.

O ítem número 6 é muito usada hoje nos EUA, pois quem manda o email é o dono da lista para os SEUS inscritos. O que acontece muito aqui no Brasil é troca de listas, o que acaba se tornando spam.  Quando um email vem de alguém que conhecemos, a probabilidade de abrirmos é muito maior. Inclusive existem softwares de afiliação onde no caso monetário, a percentagem devida é creditada automaticamente na conta do afiliado. Bacana, né?

Bom, se você souber de outras maneiras de aumentar uma lista de emails de maneira orgância, divida-as conosco aqui.

Comentários

comentários